quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Mypaint e Gimp - Preview da minha integração - parte III

Ilustração intitulada "Terceiro Setor", formato A3, com Inking no Mypaint e Coloring no Gimp.
Ilustração intitulada "Terceiro Setor", formato A3, com Inking no Mypaint e Coloring no Gimp.
Agora estou na fase de finalização dos trabalhos no Mypaint... e tive oportunidade de testar várias possibilidades entre Mypaint e Gimp. Como sempre tudo depende do tipo de trabalho, do estilo, da complexidade dos elementos e por aí vai :-).

No caso específico destes trabalhos, aonde tem muitos detalhes em pequeno e isto acaba gerando uma grande quantidade de elementos... então eu notei que o uso do Gimp para traçar os elementos e pinta-los com tintas planas (de uma paleta de cores já decisa) foi por demasiado cansativo e chato de fazer... no final você acaba focando muito em detalhes que nem vão aparecer na impressão :). Explico melhor, vamos supor que o bordo de uma tinta não venha tão preciso... mas se estivermos trabalhando com zoom, muitas vezes esta 'borradinha' nem vai ser notada e algumas vezes é o charme de uma certa arte de colorir as coisas, no meu caso é assim.
Ilustração intitulada "Privado", formato A3, com Inking e Coloring no Mypaint... e degradês no Gimp.
Ilustração intitulada "Privado", formato A3, com Inking e Coloring no Mypaint... e degradês no Gimp.
Então eu decedi colorir integralmente no Mypaint uma das ilustrações em formato A3 e verificar a facilidade, praticidade e portanto o ganho de tempo. Indiscutivelmente, para os trabalhos aqui apresentados é bem mais facil trabalhar no Mypaint, nele é facil 'zoomar' e girar on-the-fly a imagem pra traçar linhas de contorno e mesmo pintar. O Mypaint é muito bom para realizar pequenas pinceladas de arremates sem a necessidade de ficar escalando o mesmo. A desvantagem é que não temos  como no Gimp pinceis baseados em rasters, onde podemos criar texturas interessantes. Mas ao mesmo tempo eu achei interessante poder pintar tudo no Mypaint e depois no Gimp dar aqueles pequenos toques na cor com alguns dos meus pinceis... desta forma o trabalho parece ficar mais interessante, prático e interessante do ponto de vista da pintura e desenho em geral. Mas claramente esta uma minha interpretação e como já diz o título... uma preview da minha integração entre Mypaint e Gimp.

No Mypaint a última ilustração, intitulada 'privado' em formato A3 pleno, contém bem 21 camadas. O trabalho correu sem nenhum tipo de surpresa ou problema... e isto por si só já diz muito.
A integração do .ora com o Gimp não teve nenhum tipo de problema, mesmo numa versão fork, o Gimp-painter 2.6.11 numa maquina com Linuxmint 11 (ubuntu 11.04).

Finalizando eu acho que o Mypaint, pra mim, daqui pra frente vai constituir uma ferramenta de trabalho pra desenhar e pintar... Ao meu ver uma das maiores dificuldades no Gimp é girar a imagem on-the-fly, ou seja na viewport e não no canvas... trabalhar num formato A3 com 21 camadas no Gimp e começar a girar o ambiente de trabalho, vai dar uma canseira danada no processador e também pode causar uma perda sensivel nos detalhes das linhas devidas as continuas rotações imprimidas no raster.
Quem sabe no futuro teremos um meio de rodar o canvas no Gimp assim como é possivel fazer no Mypaint... isto resolveria em muito uma das maiores dificuldades do desenho e da pintura no Gimp.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...